O que seu corpo diz sobre sua mente

Data

Todo mundo tem alguma ideia de que as nossas primeiras experiências da infância têm um peso enorme sobre nossa vida adulta. O que muita gente não sabe é que não apenas nossa mente, mas também o formato de nosso corpo é, em partes, determinado pelas experiências que nós passamos na primeira infância.  

O que quero dizer é que você não tem o corpo que tem por acaso ou apenas por razões genéticas. Nosso corpo e mente estão interligados de uma maneira tal que o corpo explica a mente e a mente explica o corpo.

Acontece que sua mente e o seu corpo se desenvolveram em um processo paralelo de cinco etapas durante a mielinização do seu sistema nervoso, que começou quando você ainda estava no útero da sua mãe e só terminou quando você tinha mais ou menos cinco anos de idade.

A cada etapa deste desenvolvimento, foram sendo registradas 5 sensações básicas em seu sistema nervoso, que são: rejeição, abandono, manipulação, humilhação e traição.

Quais dessas sensações você sente com mais intensidade ou mais deseja evitar com todas as suas forças?

Vou repetir, pra que você tente identificar se é a rejeição, o abandono, a manipulação, a humilhação ou a traição.

E por que eu quero que você preste atenção em cada uma dessas sensações? Porque cada uma delas foi registrada no seu sistema nervoso em cada uma das cinco etapas pelas quais você passou.

E esse processo moldou tanto a sua mente quanto o seu corpo como ele é hoje.

Por isso pelo formato do seu corpo dá pra saber que tipo de mente você tem e sabendo que tipo de mente você tem, você consegue descobrir porque você age e reage de determinada maneira diante dos desafios que fazem você ter os mais variados problemas nos relacionamentos, nas finanças, no trabalho, na saúde física e mental, enfim, na vida.

Esquizóide

O primeiro traço de caráter, que se forma quando nós ainda estamos no útero de nossa mãe: é o Traço de Caráter Esquizoide.

Não se assuste com o nome, não tem nada a ver com doenças, é apenas uma terminologia psicológica, criada por W. Reich e A. Lowen.

Então, se você foi gerado em uma gravidez complicada, muito provavelmente você terá um traço esquizoide alto em sua mente. Sendo assim, o formato de seu corpo será magro, um pouco alongado, com articulações mais evidentes, pois a sua energia vai se concentrar muito mais na sua cabeça do que no seu corpo.

Os esquizoides são pessoas que geralmente usam óculos, são muito racionais, lógicas, não gostam muito de contato físico e falam pouco. Além disso, eles têm uma mente extremamente criativa, mas são muito pouco executores de suas ideias.

Tem uma coisa que você precisa saber sobre o traço de caráter esquizoide: eles odeiam incomodar os outros. Por isso, eles são tão pouco comunicativos e proativos. Quem tem esse traço de caráter muito alto não gosta de se expor, pelo medo de ser rejeitado.

E por que que eles são assim? Porque ainda no útero havia uma percepção inconsciente do bebê em relação aos estados fisiológicos de sua mãe. Então, quando a mãe tinha algum desconforto, algum problema, isto alterava o estado emocional dela e, por sua vez, alterava seu estado fisiológico. Assim, ela mandava menos sangue para seu útero, tornando-o um lugar mais frio, desconfortável para o bebê.

Qual era a reação desse bebê ainda em formação? Se encolher ao máximo, para evitar o gasto de energia, concentrando, então, toda sua energia em sua mente. E ele começa a perceber que toda vez que ele se mexe, de alguma forma, ele está incomodando alguém.

É por isso que, quando adultos, pessoas esquizoides tendem a se fechar quando estão com algum problema. Essas pessoas vivem tentando racionalizar, tentando entender tudo. E vivem mais com a cabeça na lua do que com os pés no chão.  

Oral

Vamos, então, para a segunda etapa, que molda o Traço de Caráter Oral, que vai desde a fase desde o nascimento até mais ou menos 1 anos, na fase da amamentação.

Dependendo de como foi sua relação com a amamentação, você pode ter o traço de caráter oral mais alto, que vai dar para o corpo um formato mais arredondado, muitas vezes com aspectos mais infantis e um olhar que conecta muito.

Na forma de funcionar, as pessoais orais são extremamente comunicativas, adoram contato com pessoas. Sabe aquele pessoa que fala contigo, toca em você, tá sempre te trazendo pra perto? Com certeza, é uma pessoa oral.

As pessoas orais vivem tudo com muita intensidade, além disso, também não conseguem ficar sozinhas muito tempo, são pessoas extremamente sentimentais, choram com muita facilidade e morrem de medo de serem abandonadas.

Muitas vezes, descontam sua dor na comida, nas compras ou em busca de sensações intensas, querendo preencher o vazio que o abandono provoca.

Psicopata

Vamos agora para a terceira etapa do processo de mielinização do sistema nervoso, que forma o terceiro traço de caráter, que é o psicopata.

Quando eu falo psicopata, talvez você esteja lembrando dos personagens perversos dos filmes, das novelas, que você assistiu.

Mas, eu preciso que você desconstrua esse conceito, porque nós vamos estar utilizando o termo psicopata como uma palavra técnica, apenas para descrever um traço de caráter.

Este traço se forma, entre 1 e 2 anos de idade, quando a criança já tem um bom controle de seu tronco, mas ainda não tem um controle muito bom de suas pernas, porque a mienilização ainda não desceu o suficiente.

Quem tem esse traço de caráter muito alto, terá um formato de corpo como um triângulo invertido, maior em cima e menor embaixo, até o queixo deles vai ser um pouco mais pontudo.

Pessoas com traço psicopata são extremamente articuladas. Gostam de negociar, de liderar, de criar planos, mas não são pessoas muito executoras, eles preferem que os outros façam.

Eles mandam muito e fazem pouco.

Uma outra característica desse traço é que são pessoas mais frias, que não expõem muito seus sentimentos e não têm muito interesse pelos sentimentos dos outros.

O grande medo do psicopata é ser manipulado, usado pelas outras pessoas.

Isto acontece porque, na infância, essa criança percebeu que só ganhava atenção, quando fazia alguma coisa, alguma ‘gracinha’ de criança.

Então, inconscientemente, ela começa a traçar meios para manipular as pessoas, para receber atenção.

E quando eu falo ‘manipulação’ ela pode ter um sentido positivo ou negativo. Manipular não é, em si, algo ruim. É a mesma coisa de uma faca que pode ser usada para cortar pão ou para ferir alguém.

Masoquista

Mais uma vez, cabe salientar aqui, que o conceito de masoquista não tem nada a ver com doença ou aquilo que é transmitido nos filmes.

Esse traço se forma entre os 2 e 3 anos de idade, na época do desfralde da criança, quando ela ainda não tem o controle do esfíncter anal.

Então, muitas vezes, ela acaba, literalmente, “fazendo nas calças” e recebe reprovação e humilhação por parte de seus cuidadores.

Isto leva essas pessoas a desenvolverem um formato de corpo mais quadrado, que é preparado para guardar e suportar o peso dentro de si.

Pessoas masoquistas são extremamente fortes, executoras e atentas aos detalhes. Por outro lado, são pessoas mais lentas, que demoram a decidir. Por outro lado, são constantes e leais.

Emocionalmente, são extremamente sensíveis, mas guardam tudo à sete chaves dentro de si mesmas.

O maior medo do masoquista é falhar e ser exposto e, assim, ser humilhado por alguém, o que o faz reviver a sua dor mais básica.

Às vezes, o masoquista está tão travado que ele acaba não tentando por medo de falhar. Ele pensa que se falhar será exposto e será humilhado pelos outros.

Já quando ele está livre de sua dor, ele se torna um excelente executor de projetos, com a capacidade enorme de planejar e executar tudo, nos mínimos detalhes. Além disso, ele é uma pessoa extremamente leal aos outros.

Rígido

O último traço que se forma na mente e corpo é o traço de caráter rígido.

Ele se desenvolve na fase em que a mielinização do sistema nervoso atinge o ponto final da coluna, dando para o aparelho reprodutor sensibilidades novas, que até aquele momento a criança não tinha.

É nesse momento que a sexualidade surge na vida, na mente e no corpo humano, fazendo com que o menino se conecte mais com a sua mãe e a menina mais com o seu pai, formando o que Freud descreveu como o Complexo de Édipo.

Pessoas com esse traço de caráter evidente desenvolvem um corpo e uma mente extremamente competitivos, a menina perdeu o seu primeiro grande amor (seu pai) para a sua mãe e o menino perdeu seu grande amor (a mãe) para o seu pai, por isso o corpo e a mente ficaram tão competitivos.

E como esse traço se forma na fase do surgimento da sexualidade, o corpo ganha formas e aspectos muito atraentes, que por sua vez fazem com que essas pessoas sejam muito exigentes, perfeccionistas.

Como esse traço se desenvolveu em uma relação triangular onde a criança tentava formar um par com quem já tinha (seu pai e sua mãe), na vida, no amor, na carreira e nos negócios pessoas assim se dividem sempre e têm muita dificuldade de focar em uma única coisa, o que no caso da transição de carreira atrapalha ainda mais, por exemplo.

Quem tem o traço de caráter rígido muito alto vive com medo de ser traído, trocado ou excluído das relações, por isso acaba exigindo demais de si mesmo, até chegar à exaustão.

E se você quiser saber mais sobre esse tema e se conhecer melhor e entender como a sua mente funciona para que você consiga lidar melhor com os desafios da vida, você está no lugar certo.

Eu posso e quero te ajudar. Ter acesso a esse conhecimento mudou a minha vida e hoje eu o utilizo para ajudar pessoas como você.

Entre em contato comigo, através dos canais de atendimento aqui no site.

Deixe uma resposta

Mais
Artigos